Conheça as diferenças entre, Trap, Rap e Boom Bap!

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Atualmente na música, um gênero que vem ganhando cada vez mais força é o trap, um gênero derivado do clássico rap, com várias mistura de elemento, incluindo o boom bap. Mas, você conhece as diferenças musicais nos estilo, Trap, Rap e Boom Bap?! Afinal, estamos falando de três tipos musicais semelhante, porém com grande diferença a aqueles que entendem.

Caso não saiba a diferença entre esses três subgêneros, não se preocupe, pois irá sair daqui sabendo diferencias os três tipos de música. Afinal, é importante saber diferenciar os estilos. E se tratando de pessoas que desejam seguir profissionalmente, é importante saber diferenciar os gêneros, assim conseguir uma boa produção.

As Diferenças entre, Trap, Rap e Boom Bap!

Como mencionado, entre os estilos trap, rap e Boom Bap, todos possuem sua característica em especifica, uma forma específica de se destacar. Então, Abaixo, vou falar um pouco sobre os estilos musicais acima, e assim, saberá diferenciar quando for ouvir.

TRAP E RAP

O trap começou a surgir nos meados dos anos 2000, sendo bem recente no mundo da música. Mas, isso não o impede de gerar um impacto enorme que artista de fora e aqui no Brasil vem causando. Combinando vários estilos de sintetizadores, melodias, novas onomatopeias. O trap acaba usando elementos de outros ritmos, sendo até mesmo arranjos de música eletrônica, tornando assim um ritmo dançante.

Mas, engana-se aqueles que pensam que trap não traz letra como o rap, na verdade a essência não foi perdida. O trap carrega consigo letras e versos mostrando a desigualdade social, violência, tudo que torna a realidade nua e crua. Além de também trazer e abordar experiências pessoais, familiares, e até mesmo uso de drogas e ostentação.

Contudo, o Trap é um subgênero do Rap, mais para uma variação que possui muitos pontos em comum. Afinal, o Rap né uma junção de ritmo e poesia conduzida por um flow, onde pode ser cadenciado ou rápido. Fora que também possui um belo conjunto melódico e harmonizado com a lírica.

Frenesi e Agitação

Agora, se tratando do Trap, é bem mais frenético, uma agitação bem maior e as vezes estranho. Mas, possuem uma combinação simples nas músicas, seja sons ou expressões de quem o canta. Agora, se tratando em letra, ambos trazem experiências semelhantes. Afinal, também abordam a violência, racismo, dificuldades periféricas e etc.

Mas, a diferença é que no Rap, essa forma surgiu como forma de expressão da minoria, onde deixavam seus anseios e questões sociais. Nisso, o Trap conseguiu trazer a vertente parecida, porém com uma vibe totalmente insana. Com tudo que o artista quiser expressar em forma ritmada e um fluxo de sequencial, acaba sendo agradável de ouvir, fora uma forma de expressar todo sentimento em uma bela arte.

Ou seja, o fato de marcarem uma forte intensidade dentro do trap, cantores expressam seus sentimentos com uma forma mais “forte”, por assim dizer. Já que abordam temas familiares, criminalidade, raiva, depressão, temas que estão afetando a nova geração, e outras finidades possíveis. Afinal, a arte em cada pessoa é diferente, sendo assim, tornando possível descobrir várias formas de expressões em diferentes lugares do mundo.

Podendo assim se dizer que o trap é como uma atualização do Rap. Já que ambos possuem o estilo semelhante, fora que um convive com o outro, mostrando que nenhum se anula e sim pelo contrário. Eles combinam e muito, sem mencionar que estão dominando o mundo afora.

BOOM BAP E PUNCH LINE

Também sendo um subgênero do Rap, é um estilo musical que ganhou destaque na costa leste, em meados da era de ouro do hip hop. Em termos de “boom bap” é devido a uma onomatopeia cujo representa sons para bombo e caixa. Geralmente é reconhecido por um loop de bateria principal! Onde usa uma amostra de bumbo acústico forte nas batidas fortes, uma amostra de caixa acústica rápida nas batidas fortes e um mix de áudio “na cara” enfatizando o loop de bateria e a combinação kick-snare em particular.

Além disso, algo que costuma acompanhar bastante o Boom Bap, é a famosa “Punch Line”. Cujo retrata como soco na linha, ou Punho na linha, é como realmente se aquela e única linha escrita lhe desse um soco. Isso se deve ao fato de palavras cujo trazem consigo mesmo um peso enorme, que pode ser como um soco, porém em linhas escritas. Ambos estilos casam bem, e o artista que consegue misturar e mesclar ambos, consegue produzir um som marcante e profundo, levando até mesmo a auto reflexão. Cujo é algo comum em certas músicas, já que grande parte traz consigo sentimentos de quem a canta ou compôs.  

Exemplo de Punch Line

Para se ter uma noção e base de como é uma Punch Line, eis um rapper que se destacou entre o estilo musical. Estamos falando de Amiri, um cantor de rap africano cujo mostra suas vivências e preconceito sofrido em suas letras. Além disso, Amiri, é eleito também como o príncipe da Punch Line, só para se ter a noção do peso de suas letras. Confira abaixo.

Amiri – Um Dia de Injúria / Pantera Preta (Lyric Video) | YouTube.

Leia Também:

Thalisson Gabriel

Estudante de Analise e desenvolvimento de sistema. Gosto de tecnologia e afins, e também gosto de coisas relacionadas ao mundo geek. Escrevo para o Poucas ideias, e também para outros sites, que pertencem ao Grupo SED.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo