Lindinhas não é censurada e justiça rejeita o pedido.

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Lindinhas, um filme que deu o que falar nas redes sociais, devido a grande percussão que virou devido ao seu estilo. Chegando a surgir até pedido de retirada do filme do ar, para se ter uma noção. Mas, o juiz Luiz Fernando Rodrigues Guerra rejeitou pedido feito pela organização religiosa Templo Planeta do Senhor para censurar o filme “Lindinhas” (Mignonnes), lançado na Netflix.

O filme chegou a ser premiado no Festival de Sundance, foi acusado pela atual ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) de sexualizar crianças, ecoando críticas feitas nos Estados Unidos. “Estou brava, Brasil! Estou muito brava! É abominável uma produção como deste filme”. Disse a ministra na suas redes sociais.

Lindinhas

O filme Lindinhas, conta a história de Amy, uma garota senegalesa com 11 anos de idade, onde se muda para a França com sua família. Amy sendo uma jovem garota conhece um grupo de dança somente de meninas da mesma idade, mas, não é aprovado por sua família religiosa.

ANÚNCIO
ANÚNCIO

E isso acabou gerando percussões na internet devido a quesitos religiosos. Na ação em que pede a censura do filme da Diretora Maïmouna Doucouré, a organização templo planeta do senhor diz que as meninas do grupo de dança têm um comportamento inadequada para a sua idade. “Vestimentas sensuais, blusas curtas e calças apertadas”, afirmando que a Netflix promove um “prato cheio para a pedofilia”.

Entretanto, ao rejeitar o pedido liminar, o juiz informa que a Netflix não violou a legislação e que o pedido de exclusão do filme é inconstitucional. “É uma forma indefensável de censura, pois pretendia a supressão da liberdade de informação e sobretudo, a liberdade de educação familiar”. Conforme os magistrados, os pais e responsáveis tem o direito de decidir quais os conteúdos seus filhos assistem, a despeito de interesses religiosos.

Posicionamento da Netflix.

A plataforma de streaming Netflix declarou que o filme é um comentário social contra a sexualização com as crianças. “É um filme premiado e uma história poderosa sobre a pressão que jovens meninas enfrentam nas redes sociais e também na sociedade”.

Entretanto, a plataforma removeu o cartaz de divulgação que reproduzia uma das cenas do filme, no qual as meninas aparecem com roupas curtas com movimentos de dança.

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Thalisson Gabriel

Estudante de Analise e desenvolvimento de sistema. Gosto de tecnologia e afins, e também gosto de coisas relacionadas ao mundo geek. Escrevo para o Poucas ideias, e também para outros sites, que pertencem ao Grupo SED.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo